6 de abril de 2020

Comitê de Gestão de Crise realizou reunião para definir novas metas sobre o COVID-19

Na tarde desta segunda feira dia 06 de abril de 2020, reuniram-se por tele conferência para tratarem de assuntos relativos ao Comitê de Gestão de Crise Municipal Covid-19 os senhores, Prefeito Ricardo Radomski, Clara de Campos Martins Rodrigues promotora de Justiça do município de Mamborê, Sara Caroline Beltrame secretária de saúde do municipio de Mamborê,Leila Calegari Leonço, Vandrielli  Liss, Leila Daiane Pelosi da Silva, , Carlos Coelho da Costa, Subtenente Mario da Silva, Cleber Dorini,Lourdinha Daboit, Marilda da Silva, Alvaro Angelo de Lima,Dolores Spinglon, Thalita M. Senhorini, Vilson de Paula Lemes, , Reinaldo Ludwig, Vanderson Pereira de Freitas, José Marcelo Chagas, Iliane Z. Rocha, Vilson Olipa, Joana.


O Prefeito Ricardo Radomski, iniciou  a conferencia dizendo que é importante informar, que toda equipe está empenhada, muitos trabalhos foram realizados na semana, mas que no entanto está muito difícil , Prefeito então diz que nesta reunião é necessário que sejam decididos os próximos passos para o  comercio, se este se manterá da forma como está e  solicita sugestões, prefeito também informa que o paciente que estava como suspeito, teve resultado negativo para o Covid-19.

Sara Caroline Beltrame, então disserta rapidamente sobre cada pauta, inicia falando sobre os bares e informa que foram emitidas algumas multas e solicita sugestões. Foi sugerido que os bares se mantenham fechados e não com limitação de pessoas, foi relatado que  alguns bares estão colocando os clientes para dentro dos bares, fato este que é confirmado pela fiscal de posturas.

A responsável pela Vigilância sanitária informou que fora orientado aos bares que para que os mesmos possam abrir é preciso atender a deliberação da secretaria da saúde de atendimento de apenas uma pessoa por vez, sendo estes caracterizados como um comercio não essencial.  

A secretaria de Saúde  informou que hoje a nossa região esta em crescentes casos de Coronavirus, e alguns óbitos, inforou  também que esta em constantes conversas  com os secretários de saúde de outros município, e que a situação está cada vez mais difícil, uma vez que houve um confisco do governo de alguns respiradores que já teriam sido comprados por outros municípios, sendo que estamos em uma situação de extrema preocupação.

Sara ainda diz que foram colocadas todas as condições para o funcionamento do comercio, mas que a parceria não está acontecendo, uma vez que alguns comércios precisaram ser multados e nem desta forma está acontecendo.  Foi reforçado que os comércios que não não estão se adequando, foi  sugerido que sejam repassados a Acimam o relatório das empresas mais problemáticas para que a Acimam tentem conversar com estes empresários.

A maior dificuldade encontradas foram as filas e aglomerações fora do comercio e que foram orientados a demarcarem os locais de acordo com a distância necessária.  Carros de som estarão nas ruas com a conscientização para população,

Poderá ser mantido os bares como atividade não essencial abertos e aplicar  uma punição mais severa para os que não estão seguindo o decreto.

A Policia Militar está a disposição da fiscalização da prefeitura, quando se esgotarem as medidas administrativas, senso na sequência tomadas as medidas cabíveis, além da multa. Os bares permanecem como não essenciais, com fechamento às dezoito horas, no primeiro descumprimento aplica-se multa e se necessário uma segunda visita o fechamento do comércio.

Foi sugerido a criação de senhas nos supermercados, e que a população permaneça nos carros aguardando, sendo  preciso também que os funcionários sejam treinados para orientar os clientes. O Prefeito diz que fará uma ou duas reuniões se necessário juntamente com a Acimam e os proprietários de comércios onde se aglomeram mais pessoas, a fim de conscientizarem os funcionários e clientes.

Outra questão colocada em pauta pela secretária de saúde foi a da circular de Campo Mourão, algumas pessoas realmente tem a necessidade de irem e virem por questões de trabalho, mas que no entanto algumas pessoas estão se dirigindo a cidade vizinha para fazer compras, fato este que é reforçado como sendo uma grande preocupação, uma falta de comprometimento destas pessoas com a saúde dos mamboreenses.

Existe um bloqueio no município, a cobrança é grande quanto ao numero de pessoas que vão e voltam do município vizinho, o que falta à população é a conscientização, é preciso estratégias para que as pessoas entendam que se continuar desta forma a situação será muito mais grave.

Toda população tem conhecimento do que está acontecendo, e que, no entanto, a população não tem colaborado,  é preciso que as pessoas criem o habito dos cuidados necessários.

Quanto a circular fica definido que será realizada a orientação, e cobrada a higienização dos bancos e passageiros. Será disponibilizado uma Agente Comunitária de Saúde para orientar as pessoas que estão indo à Campo Mourão.

No bloqueio realizado no trevo de chegada a Mamborê, será revista formas de impedir as pessoas que vem apenas para visitar familiares, uma vez que nesta semana teremos bastante problemas sendo esta uma semana de comemorações. Serão colocados em carros de som de uma forma carinhosa mensagem para que as pessoas fiquem em casa e não realizem festas familiares.

Foram apresentadas  as modificações na secretaria de saúde, onde após estas modificações poderão ser abertos até 15 leitos. O pronto atendimento também está passando por um logísticas para atender as situações emergenciais de forma de situações individualizadas, Sara também cita a necessidade de que todos utilizem mascaras, para sua proteção e do próximo.

Sobre o toque de recolher a Policia Militar  atenderá como auxilio para equipe de saúde.

Sobre a distribuição da merenda escolar, é necessário seguir as regulamentações de acordo com a lei, e que todos os tramites necessários estão sendo providenciados para atender as famílias com crianças na escola e que recebem o bolsa família.

Quando aos restaurantes é definido que não sejam abertas as portas dos restaurantes e o atendimento sejam de forma delivery. Fica acordado neste comitê que será emitida uma deliberação da saúde sobre a aglomeração familiar.  

Será feita marcação no chão com as respectivas das distancias necessária entre as pessoas. Será divulgado um boletim semanal na rádio, juntamente com chamadas diárias sobre a situação. As academias, não poderão funcionar por enquanto. As fisioterapias e pilates somente poderão funcionar de forma individual.

Será solicitado por escrito aos líderes religiosos, líderes de ongs e entidades para trabalhem com o fortalecimento sobre a necessidades de se ficar em casa neste momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário