19 de abril de 2022

Mamborê está em epidemia de dengue e hospital está com tempo de espera elevado

A secretaria municipal de Saúde de Mamborê alerta toda a população e informa que lamentavelmente nosso município está em epidemia de dengue, chegando a 238 casos confirmados. Lembrando que a dengue mata.

A secretaria de saúde sara Beltrame, pede o apoio e a colaboração de nossos moradores para auxiliar neste combate em defesa da vida. "Infelizmente entramos em epidemia de dengue! Nosso apelo é para que a população nos auxilie no combate ao mosquito, eliminando criadouros, verificando os quintais, lavando o bebedouro dos animais e utilizando repelente. Todos estamos cansados de ouvir sobre isso, quais os cuidados e medidas devem ser tomadas, porém precisamos colocar em prática!!! Precisamos trabalhar juntos!". concluiu a gestora.

Devido ao grande aumento expressivo do número de casos de pacientes com dengue, o hospital municipal de Mamborê,  informa que está com tempo de espera mais elevado do que o habitual, conforme triagem que segue critérios internacionais, os casos mais graves são atendidos mais rapidamente e os casos de menor gravidade estão com tempo de espera de até 4 horas em horário de pico.

A equipe está trabalhando para garantir um bom atendimento e a maior agilidade para todos, a direção do hospital solicita que só procure o hospital municipal, se for casos bem  necessário, salientamos ainda que consultas para mostrar resultado de exames de pacientes que se apresentam bem devem, ser agendadas nas unidades básica de saúde, e assim evitar transtornos.

A transmissão da dengue, zika e chikungunya ocorre pela picada do Aedes aegypti. O inseto tem, em média, menos de um centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, na cabeça e no corpo. Para se reproduzir, precisa de locais com água parada, onde deposita os ovos. Por isso, o cuidado para evitar a sua proliferação busca eliminar esses possíveis criadouros.

As principais medidas recomendadas são, tampar caixas d'água, tonéis e latões, guardar garrafas vazias viradas para baixo, não acumular água em pratos de vasos de plantas e enchê-los com areia– Guardar pneus sob abrigos, manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises, manter lixeiras fechadas, manter piscinas tratadas o ano inteiro

Os principais sintomas da dengue são, febre alta (maior que 38,5°C), de início abrupto e que dura entre dois e sete dias, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo

Ao apresentar sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados, todos oferecidos de forma integral e gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário