5 de novembro de 2021

Visitas presenciais em unidades prisionais do Estado retornam a partir de sábado

As visitas presenciais nas unidades prisionais do Paraná – suspensas desde março de 2020 devido à pandemia – retornam a partir deste sábado (06), de forma gradual e com agendamento prévio. O preso e o familiar que for visitá-lo deverão estar com o ciclo completo da vacinação e seguir as medidas sanitárias estipuladas pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). Neste momento, ainda não estão liberadas as visitas nas Cadeias Públicas.

“Sabemos dos anseios dos familiares, porém, nesses últimos meses, buscamos priorizar a saúde dos integrantes do sistema prisional, dos próprios presos e seus entes familiares. Assim que a vacinação foi avançando, iniciamos um planejamento estratégico para retomada dos encontros presenciais, que neste momento ainda são de forma gradativa”, explicou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

O vice-diretor do Depen, Luiz Francisco da Silveira, explicou que após um trabalho de planejamento, que contou com a participação de diversos órgãos, foi decidido que é possível retomar a visitação de familiares com segurança. “Para isso, concluímos a vacinação de todo o sistema, de presos e servidores, e vamos manter os protocolos vigentes e as medidas de higiene para evitar a contaminação pelo coronavírus”, afirmou Silveira.

Segundo ele, neste primeiro momento, somente familiares que já possuem credencial de visitas poderão adentrar as unidades prisionais. Ainda assim, a entrada se dará de forma agendada, por e-mail ou telefone, com o objetivo de evitar aglomerações. Outro requisito é que os visitantes estejam com o ciclo completo de imunização, ou seja, com as duas doses da vacina ou a dose única.

UM POR VEZ – Neste início, cada preso poderá receber apenas um visitante por vez, sendo que, cada fim de semana será destinado a um público familiar diferente, conforme portaria. Os dias de visitação serão sempre às sextas, sábados e domingos. Cada visitante poderá permanecer no interior dos estabelecimentos prisionais por no máximo uma hora.

“Sabemos da importância de se manter o vínculo familiar do preso preservado, sobretudo no que se refere a sua recuperação e retorno à sociedade. Por isso, pensamos em um cronograma que pudesse ser executado. É um retorno mais lento, que exigirá paciência e a compreensão de todos neste momento de adequação ao novo contexto”, explicou o vice-diretor.

Todas as medidas sanitárias para evitar o risco de contágio da Covid-19 serão mantidas, como o uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura, higienização de mãos, barreiras sanitizantes, desinfecção dos espaços, entre outras.

PROIBIÇÕES – Não será permitida a entrada de pessoas menores de 18 anos e gestantes. Para estes públicos, durante dois fins de semana por mês, será realizada a visitação na modalidade virtual, que também ocorrerá por agendamento. A visita íntima não foi liberada neste primeiro momento.

Ainda está proibida a entrada de alimentos e bebidas, ou qualquer outro item durante o horário de visitação, assim como de pessoas com a credencial de visitas inativa, que não possuam agendamento prévio para visitação ou que não apresentem o comprovante de vacinação completo, com as duas doses ou dose única.

Todas as regras e restrições para a visitação presencial estão disponíveis na portaria nº 101/2021. No site do Depen há os contatos para o agendamento antecipado das visitas presenciais nas unidades prisionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário