3 de dezembro de 2020

Mamborê é 1ª do PR e 19ª do Brasil no ranking de qualidade da informação contábil e fiscal

A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou o ranking de qualidade da informação contábil e fiscal. A cidade de Mamborê foi a que mais pontuou, se destacando no Paraná, Brasil e região da Comcam. Para se ter ideia, na avaliação estadual ficou como 1º colocada, com nota 245 enquanto na análise nacional obteve a 19ª colocação do país, com nota 245,2. Da mesma forma, o município se destacou na Comcam. É o 1º colocado da região, com nota 251,7.

A cidade com a segunda melhor avaliação na Comcam é Barbosa Ferraz, com nota 238,3, figurando a 16º colocação no Paraná (nota 234). Já Campo Mourão, com nota 237,6 tem a terceira melhor avaliação da região, ficando em 25º no ranking estadual (nota 232,3), Veja abaixo como ficou o ranking regional.

O ranking da qualidade da informação contábil e fiscal é uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional que foi criada para avaliar a consistência da informação que o Tesouro recebe por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro – Siconfi – e, consequentemente, disponibiliza para acesso público. A intenção é fomentar a melhoria da qualidade da informação contábil e fiscal que é utilizada tanto pelo Tesouro Nacional quanto pelos diversos usuários dessa informação.

Em 2019, foi publicada a primeira versão do ranking que observou dados estaduais de 2018. Essa versão utilizou verificações consideravelmente simples e os dados da Declaração de Contas Anuais (DCA), do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) do 6º Bimestre e do Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 3º quadrimestre.

Para o ranking de 2020, que analisa os dados de 2019, foram introduzidas várias inovações, como a criação de novas verificações mais complexas, a inclusão da Dimensão I e a introdução do Ranking Municipal. As bases de dados foram extraídas no dia 03/06/2020 e considerou as declarações homologadas até o dia 02/06/2020.

A contadora de Mamborê, Idimara Schlindvein, responsável pelo setor de contabilidade, comemorou os números positivos. Ela disse não ter segredo para o resultado. “Apenas fizemos o dever de casa cumprindo os prazos e exigências. Tivemos a responsabilidade de estarmos transmitindo todos os dados no tempo estipulado. Dentro do Tesouro Nacional temos várias formas de estar enviando estes dados que pode ser mensal, bimestral, semestral e anual. Apenas fizemos do jeito certo”, falou.

Idimara trabalha há 25 anos no setor de contabilidade de Mamborê. Ela disse que o reconhecimento pelo próprio Tesouro Nacional indica que a equipe está no caminho certo. “Este reconhecimento nos motiva a continuar. É com muita alegria que recebemos esta notícia, reconhecimento do esforço e do trabalho de toda a equipe”, acrescentou.

Dimensões da informação 
O ranking da qualidade da informação é dividido em dimensões de avaliação. Cada uma dessas dimensões reúne um conjunto de verificações que tem o mesmo objetivo ou que sejam relacionadas às mesmas informações. Atualmente, existem quatro dimensões de avaliação: Gestão da informação; Informações Contábeis; Informações Fiscais; e Informações Contábeis x Informações Fiscais. Cada verificação incorpora conceitos evidenciados no Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público, no Manual de Demonstrativos Fiscais e nas Instruções e Guias de Preenchimento do Siconfi.


REDAÇÃO: Walter Pereira - Tribuna do Interior










 

Nenhum comentário:

Postar um comentário