12 de junho de 2020

Assalto e arrombamento na Boate Castelinho em Mamborê

No inicio da madrugada desta sexta-feira dia 12 de junho de 2020, sendo por volta das 00h10 Policia Militar de Mambore foi acionada, onde a solicitamte informou que estava ocorrendo um roubo na Boate Castelinho, localizada ás margens da Rodvia BR 369, entre os dois trevos de Mamborê.

De imeadiato a Equipe Policial se deslocou ao local, onde os indivíduos já haviam se evadido, sendo relatado pelas vitimas que se encontrava com o estabelecimento fechado, quando quatro pessoas sendo dois homens e duas mulheres, chegaram em um veiculo passat de cor vermelho e arrombaram a porta do estabelecimento, de posse de uma faca começaram a quebrar objetos e ameaçar as vítimas, subtraíram celulares e dinheiro, e logo após um dos indivíduos tentou estuprar uma das vitimas, não consumando o fato por interferência de uma das mulheres que os acompanhavam no roubo.  



Os meliantes saíram do local e ameaçaram as vitimas de morte caso fosse acionado a Policia. De posse das informações, a Equipe Policial iniciou patrulhamento com o objetivo de localizar os envolvidos, sendo que ao passar pela Rua Abel Desiderio de Araújo, avistaram um veículo com as mesmas características estacionado em frente a uma residência, onde foi realizada abordagem e identificados as pessoas que em seguida foram reconhecidos pelas vitimas como sendo autores do roubo. 

Após revista pessoal e no veículo foram localizados a faca e os objetos roubados (Celulares e dinheiro). Os Autores foram identificados como V.B 33 anos; F. R. A. B 21 anos; L.D.S 33 anos e um menor de 15 anos de idade.



Os autores receberam voz de prisão pelo crime de roubo e foram encaminhados juntamente com o veículo e os objetos para a Delegacia de Policia Civil de Mamborê, para as medidas cabíveis de Policia Judiciária. 

Segundo informações da Policia Civil de Mamborê, o suspeito V.B. de 33 anos permanece preso, sendo que o mesmo é investigado por estupro, roubo e corrupção de menores, o menor está apreendido por roubo, as duas mulheres foram liberadas, após o entendimento que não tiveram a participação direta delas no caso.






Nenhum comentário:

Postar um comentário