1 de abril de 2020

Prefeito apresentou proposta de locação do prédio do hospital em Mamborê

Na ultima quarta feira (25) o prefeito municipal Ricardo Radomski juntamente com a secretária Municipal de Saúde Sara Caroline Beltrame Perez e as diretoras de saúde, técnica e financeira estiveram visitando o Centro Hospitalar André Luiz, foram recebidos pela advogada Sandra representando os proprietários.

Estrutura do Hospital

O hospital teve seu primeiro piso reformado, possui 12 leitos, o centro cirúrgico está em construção conforme fotos abaixo. O hospital não está em funcionamento, não possui funcionários, nem medicamentos e materiais. Parte de sua estrutura necessita ainda de reparos, pois possui sinais de infiltração e vazamento de água, principalmente no segundo piso, necessita também de ajuste em banheiros e no chão, pois possui rachaduras, não possui canalização de gases medicinais. Possui apenas 3 camas novas onde seria o então atendimento particular, as demais são do antigo hospital e foram pintadas.


Na sexta feira (27) o prefeito municipal realizou uma proposta aos donos, na qual a prefeitura possui interesse em alugar o prédio para fazer a transferência do atual Pronto Atendimento, ou seja, abrir o Hospital, com os médicos e funcionários do centro de saúde, sob gestão municipal.  Ofereceu-se para tal proposta o valor de R$ 12mil reais, pois seria apenas o aluguel do prédio com os móveis, equipamentos e utensílios já existentes, tendo em vista que não possui equipamentos de saúde de alto custo, todo funcionamento e despesa mensal ficaria por conta da administração municipal. 


Esse modelo de aluguel é também utilizado em outros municípios como Ubiratã, o prédio onde se localiza a santa casa de Ubiratã também é alugado ao custo de R$13 mil reais mensais. “Desta forma podemos concluir que não estamos oferecemos um valor abaixo do mercado, pois em Ubiratã o prédio tem uma estrutura maior, bem como o centro cirúrgico”, ressaltou o prefeito Ricardo Radomski.



O que a população precisa saber sobre o Hospital

1 – Tem estrutura para partos e cirurgias? 
 Não

2 – Tem UTI? Ou equipamentos similares?
 Não

3 – Tem respirador?
Não, apenas 1 mini ventilador mecânico

4 – Tem quantos leitos?
 12 leitos, sendo apenas 03 com camas novas

5 – Mesmo com a locação do prédio, o município vai continuar levando pacientes para atendimento em outras cidades ?
Campo Mourão: SIM
Curitiba: SIM
Ubiratã: SIM
Cascavel: SIM
Maringá: SIM
Arapongas: SIM
Cianorte: SIM
Umuarama: SIM
Outros destinos: SIM

6 – A Estrutura do Hospital é mais comoda do que a do posto de saúde?
 Sim, pois não possui aglomerações

7 – O município irá receber recurso para o hospital?
Não

8 – Qual o período do Contrato de aluguel?
O período é até 31 de dezembro de 2020 podendo ser renovado se houver interesse de ambas as partes.

9 – No modelo de oferta de 12 mil no aluguel feita pelo prefeito quem pagaria todas as despesas mensais do hospital como funcionários, medicamentos, água, luz e demais despesas?
A prefeitura através da secretaria municipal de saúde.

10 – O que muda da atual estrutura de hoje para o hospital?

O hospital possui cômodos suficientes e também maior numero de leitos, sendo possível atender um numero maior de pacientes, porém não muda a gama de serviços oferecidos, ou seja, realizará internamentos de pequeno porte, não realizará cirurgias, nem partos e também não deixará de transportar pacientes que necessitam de atendimentos de alta complexidade para outros municípios.





































Nenhum comentário:

Postar um comentário