22 de abril de 2020

Com 141 casos confirmados, 4 vereadores votaram contra contratação de 02 agentes

No último dia 20 e 21 de abril de 2020, aconteceram duas sessões Ordinárias da Câmara Municipal de Vereadores de Mamborê, os vereadores se reuniram para votar alguns projetos de leis, requerimentos e indicações, entre os projetos votados estava o projeto de lei nº 36/2020 oriundo do Poder Executivo de Mamborê.
O município de Mamborê se encontra em situação de emergência devido ao avanço do coronavirus pelo território nacional e também pelo grande número que vem aumentando os casos de dengue no município e patrimônio do Guarani.

Diante de tal situação foi encaminhado ao poder executivo o projeto de lei 36/2020 o qual dispõe sobre a abertura de vagas para o emprego público de agente de combate de endemias, o município de Mamborê conta atualmente com 9 vagas para o atendimento, vale destacar que das 9 horas vagas apenas 7 estão sendo utilizada diariamente, tendo em vista de que dois agentes se encontram afastados de suas atividades, diante de problemas médicos, mediante apresentação de atestado.

A administração preocupada com o aumento de números de casos que atualmente chegam a 41 confirmados, encaminhou o projeto para contratação de mais dois agentes.  Segundo ofício 237/2020 oriundo da Secretaria Municipal de Saúde em anexo ao projeto, constata-se de que das duas vagas a serem abertas para agentes comunitários de endemias, a contratação imediata seria de apenas um e a segunda contratação apenas se os casos de pessoas infectadas se alastrassem no município.

Durante a votação, quatro vereadores da oposição votaram contra o projeto de contratação dos agentes, após o parecer juridico da câmara ser contrário, alegando o índice da folha de pagamento, sendo eles; Jairo Silveira de Arruda, José Aparecido Januário, Everson Clei Tiburcio e Fábio Ferreira. Alguns vereadores contrário ao projeto salientaram de que duas contratações não iriam estar resolvendo o problema da dengue no município.

Outros quatro vereadores votaram favorável ao projeto sendo: José Corchak, Juvelino da Costa Guerra, Hidelbrando Ribeiro e Osvaldo Sibardeli, sendo que a votação empatou, a decisão ficou na responsábilidade do presidente da Câmara, Mauricio Jotta Massano, deu seu voto favorável ao projeto.

Mauricio Jotta Massanoa, após defender o projeto e argumentar com os colegas, destacou que o trabalho dos dois agentes que a serem contratados, uma ou mais pessoas não forem infectadas pelo transmissor, ele já se sente satisfeito com o dever cumprido e estar salvando vidas, sendo que o mesmo vota favorável e com a conciência tranquila pelo dever cumprido. Destacando como prioridade a criação das vagas devido ao momento e a situação que o município vem passando, com um grande aumento de casos de dengue e a preocupação que o poder público tem atuar em defesa da saúde e da vida, sendo que a situação é muito preocupante devido ao aumento dos casos.

O vereador Hidelbrando Ribeiro defendeu o projeto, salientando a importância do trabalho desenvolvido na Secretaria de Saúde,  sendo que o mesmo é funcionário público de carreira na pasta da saúde e conhece as dificuldades e os anseios sofridos pelos profissionais para realizar os trabalhos em defesa da vida. Cosiderando de grande importância a contratação destes agentes.

O vereador Juvelino  da Costa Guerra parabenizou a administração e a secretaria de saúde pela elaboração do projeto, que vem em tempo oportuno devido à situação de epidemia que o município vem enfrentando, o trabalho dos agentes irá ser de grande importância.

O Vereador Osvaldo Sibardeli também defendeu o seu voto favorável ao projeto, destacando que de que duas contratações não irá trazer prejuízo aos cofres do município, mas sim auxiliar nos trabalhos para a eliminação e combate dos focos de dengue, beneficiando a toda a população.

O agente de endemias vistoria de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos. Inspeção cuidadosa de caixas d’água, calhas e telhados, realiza a aplicação de larvicidas e inseticidas, orienta quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário