25 de fevereiro de 2020

Populares ateiam fogo na casa do suspeito de atirar e matar criança, em Apucarana

No fim da tarde desta segunda-feira (24), populares revoltados quebraram móveis e atearam fogo na casa do adolescente suspeito de atirar e matar o menino Luiz Gustavo da Silva, de 11 anos, no Residencial Solo Sagrado, em Apucarana. A invasão aconteceu logo após o sepultamento de Luiz Gustavo, no Cemitério Cristo Rei. A Polícia Militar foi acionada para conter as manifestações de vingança por causa da morte do menino. O Corpo de Bombeiros também foi acionado. Clique aqui e veja o vídeo.
TIRO ACIDENTAL

Segundo a polícia, Luiz e o adolescente estavam brincando no quarto quando o disparo aconteceu. O tiro atingiu o peito do garotinho que foi levado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento, mas não resistiu e morreu. A arma seria um revólver calibre 38. A polícia civil investiga a morte do menino bem como deve apurar o caso de vandalismo na casa do adolescente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário