11 junho 2019

Grande número de pessoas prestigiaram a 16ª Festa da Leitoa Mateira

No último domingo dia 09 de junho de 2019, foi realizado em  Mamborê a 16ª edição da Festa da Leitoa Mateira,  prato típico do município. Um grande número de pessoas compareceram nas dependências do Centro de Eventos do Parque de Exposições Governador José Richa , para saborear o prato, que começou a ser servido às 11h30min, se estendendo até às 14h15min.
O evento a contou com a animação musical da Banda Herança, diversas autoridades estiveram presentes para prestigiar a 16ª edição da festa, entre eles o Deputado Federal Sargento Fahur  e o Deputado Estadual Adriano José,  prefeitos da região também estiveram presentes.

Durante  a realização do almoço foram realizados os sorteios de prêmios para o público presente que a havia adquirido o convite , a premiação sorteada foi , o 1º Prêmio: 1.500, 2º Prêmio: 01 Leitoa Mateira, 3º Prêmio: 500,00, 4º Prêmio: 500,00, 5º Prêmio: 500,00, 6º Prêmio: 500,00.
A festa da Leitoa Mateira 2019 foi organizada pelas entidades; APAE, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Cantinho da Partilha, Pastoral da Criança, Aramam, Casa de Fraldas Tia Nice e AAMeC,  as entidades contaram  com total apoio da Prefeitura Municipal de Mamborê.



100% da receita líquida será revertido em partes iguais as entidades participantes. Os convites foram vendidos no  valor de R$: 45. A loja maçônica Ayres ficou com a responsabilidade do bar,  diversos artesões do município  tiveram seu espaço para expor e comercializar os seus produtos, assim como também outras empresas de Mamborê e de outras cidades.

O prefeito do município Ricardo Radomski agradeceu e parabenizou a organização da festa, destacando a importância de 100% da renda líquida obtida, ser  revertida para as sete entidades. Representantes  das entidades agradeceram ao Prefeito Municipal pelo apoio recebido durante os trabalhos  organização e realização do evento.


Histórico

A “Leitoa Mateira” foi escolhida como prato típico de Mamborê, pelo Fórum de Desenvolvimento, que teve sua primeira festa nos dias 07 e 08 de junho de 2003. O nome “Leitoa Mateira” é uma homenagem aos pioneiros que trabalharam com erva-mate e suinocultura.

Nos velhos tempos, os ervateiros viviam em cabanas construídas no sertão, e para estocar a produção construíam depósitos de pau a pique. Naquela época ecoava na mata virgem o urro da onça-pintada. A região de Mamborê foi ocupada também por safristas, criadores de porcos que soltavam os animais na roça de milho maduro para a engorda. Terminada a roça, vendia toda a safra de porcos. Estes então eram tocados pelos safristas até os mercados consumidores ou frigoríficos. O trajeto era feito a pé.

No início dos anos 90 “mestre Jura” começa a servir aos amigos e clientes leitoa assada com tempero e recheio único. O diferencial da leitoa servida por Sachuk é que não tinha osso. Em 2003, através do Fórum de Desenvolvimento, tendo à frente as pioneiras Maria Sílvia Wünche e Dirce Menin, fez-se uma pesquisa para a escolha do Prato Típico de Mamborê, e a leitoa desossada foi o escolhido. O lançamento da “Leitoa Mateira” aconteceu na Cavalgada de Mamborê em 2002.

















































































































































































































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário