26 abril 2019

Réu é condenado a 08 anos de prisão por homicidio e ocultação de cadáver de Idair Magalhães


Nesta sexta-feira dia 26 de abril de 2019, foi  realizado na sala do Júri do Fórum da Comarca de Mamborê, o julgamento de C.S.C. o mesmo e acusado pela morte e ocultação de cadáver de Idair Magalhães.
A sessão do Júri  foi presidida pela excelentíssima juíza de Direito da Comarca de Mamborê, Amanda Silveira de Medeiros, a acusação foi  realizada pelo promotor de justiça Dr. André Luiz Prates e a defesa realizada pelo advogado Dr. Márcio.

Após  um período de mais de 9 horas de julgamento,  o réu foi condenado o a oito anos, oito meses e dois dias de reclusão em regime fechado,  pelo crime de homicídio doloso simples e também pelo crime de ocultação de cadáver, a condenação foi aplicada sem direito a recurso para responder em liberdade.

O crime foi praticado no mês de outubro do ano de 2016 na comunidade do Guarani, na época Idair Magalhães foi visto pela última vez no dia 21 de outubro, após passar a noite na casa de um amigo e saiu pela manhã dizendo que passaria a noite na casa de uma outra pessoa. Idair saiu de um estabelecimento comercial no Patrimônio Guarani em Mamborê, informando que ia passar a noite na casa de um amigo e partir deste momento  desapareceu.

O desaparecimento de Idair Magalhães chocou os moradores da pacata comunidade do Guarani. No mês de julho de 2017 o corpo da vítima foi localizado enterrado em um local de difícil acesso, em uma área rural do Guarani. Diante dos fatos  a policia civil  fez o pedido da prisão do suspeito, sendo que no início da noite do dia 20 de julho de 2017, a juíza da Comarca de Mamborê expediu o mandado de prisão contra o suspeito de praticar o crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário