24 agosto 2018

Policia concluiu a operação "Xeque-Mate" em Mamborê, Campo Mourão e Janiópolis

Na manhã desta sexta-feira dia 24, a equipe da Polícia Civil da 16ª subdivisão policial de Campo Mourão e Delegacia de Mamborê, concluira os trabalhos da operação denominada "Xeque-Mate", operação essa desencadeadas na cidade de Mamborê, Campo Mourão e Janiópolis, sob o comando do Delegado de Polícia Civil Dr.Marcelo Luiz Trevizan.

Na manhã desta sexta-feira a equipe da Polícia Civil de Mamborê, Campo Mourão, equipe Choque Canil de Maringá e Policia Militar de Janiópolis, cumpriram seis mandados de busca e apreensão na cidade de Mamborê, dois mandados em Campo Mourão e um mandado em Janiópolis, durante a ação não foi realizado a prisão de nenhuma pessoa, mais foram apreendidos vários aparelhos de telefone celular, sendo que em uma das residências foram apreendidos quase R$:300 mil reais em cheques pré-datados, cerca de R$:200 mil reais em notas promissórias e documentos de propriedades. A operação Xeque-Mate ainda resultou na apreensão de um veículo.

As investigações tiveram início após uma ocorrência registrada na data do dia 03 de junho, sendo por volta das 13h30min, onde a equipe da Polícia Rodoviária Federal de Porto Camargo Icaraíma, em fiscalização de rotina apreendeu cerca de 42 kg de maconha que eram transportados em um veículo Citroen C3, com placas do município de Mamborê. Após a abordagem os ocupantes do veículo foram identificados como moradores de Mamborê e receberam voz de prisão, sendo encaminhados para a Delegacia de Policia Civil da cidade de Xambrê.

Na sequência equipe Policial Civil iniciou um grande trabalho de investigação, segundo o delegado chefe de Mamborê Dr.Marcelo Luiz Trevizan, a acerca de 15 dias a equipe policial monitoravam a dupla de traficantes da cidade de Campo Mourão, momento em que a dupla se deslocou a cidade de Janiópolis, através de material de vídeos e fotos foi comprovando que esta dupla esteve na casa do suspeito de ser o líder desta quadrilha, onde adquiriram uma quantia de drogas, sendo na sequência a dupla presa pela equipe policial e encaminhada para 16ª subdivisão policial de Campo Mourão.

Na tarde da última sexta-feira dia, 17 de agosto, uma operação policial realizada pela pelo Setor de Inteligência e pelo Grupo de Diligência Especial (GDE) da 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão e Equipe da Polícia Civil de Mamborê, resultou na prisão do suspeito de ser o chefe da quadrilha e um segundo suspeito que o acompanhava, sendo que no momento em que o mesmo foi preso, este estaria fazendo a entrega de cerca de 1 kg de maconha a uma terceira pessoa, que seria o comprador da droga, a ocorrência aconteceu na cidade de Mamborê.

Na sequência os policiais se deslocaram até a cidade de Janiópolis, onde mora o envolvidos, na residência do mesmo foi realizado a prisão de mais uma quantia de drogas. No total foram apreendidos aproximadamente 24kg de maconha, R$: 1.989 reais em dinheiro, um cheque no valor de R$: 3 mil reais, 02 balanças de precisão e 02 veículos, que eram utilizados para atividade criminosa. Diante dos fatos os envolvidos receberam voz de prisão e foram encaminhados a Delegacia de Policia Civil de Mamborê.

O delegado responsável pela operação Dr.Marcelo Luiz Trevizan, destaca o resultado positivo da operação, resultando de um longo período de investigação e trabalho, segundo Trevisan o líder da quadrilha que é da cidade de Janiópolis e estaria distribuindo a droga em pelo menos três municípios da região, Janiópolis, Campo Mourão, e Mamborê, a equipe policial ainda recebeu a informação que o mesmo estaria enviando drogas para a cidade de Ponta Grossa, a origem da droga seria do estado do Mato Grosso do Sul, na região de Fronteira com Paraguai, sendo transportada daquele local pelo próprio traficante.

Segundo o Dr. Marcelo Trevisan, agora a policia civil, mesmo com a conclusão da operação Cheque-Mate, irá continuar as investigações, principalmente para os análise do material apreendido. Segundo o delegado, as conversas de WhatsApp nos aparelhos serão analisadas, bem como a legalidade dos documentos, cheques e notas promissórias e contratos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário