18 junho 2018

Canil Municipal será construído pela Prefeitura de Mamborê

Um dos compromissos do prefeito Ricardo Radomski (PSD) em seu plano de governo foi de “Melhorar e ampliar o programa de controle de natalidade e cuidados de cães”. Entretanto, há mais de 01 ano que a prefeitura decidiu realizar a construção de um canil  para os animais abandonados. Tanto que, ainda no ano de 2017, a Prefeitura encaminhou e a Câmara aprovou Projeto de lei instituindo o programa, que inclui a castração e a identificação através de microchip de todos os animais no Município.

 Este projeto foi encaminhado pela prefeitura no início do segundo semestre de 2017 ao CRMV - Conselho Regional de Medicina Veterinária, sob o protocolo nº 003582/2017-32.  Neste ano de 2018 a pedido do Conselho foram feitos ajustes no projeto, atendendo a legislação vigente, sendo que outro protocolo foi gerado com o número 004614/2018-06, e agora aguarda a analise final.

Na última terça feira (12) foi realizada a licitação para contratação da empresa que irá executar a construção do canil. A empresa Ilma Waltmann e Cia Ltda, de Roncador foi a vencedora da licitação, O canil em placas pré-moldadas terá 130m² de construção, sendo 91,09m² de área coberta e será construído em um terreno nos fundos do Parque de Exposições.

Portanto, a decisão do Município em construir o abrigo é de incrementar o processo de controle populacional antecede, em muito, a iniciativa do Ministério Público. Aliás, o Órgão Ministerial foi instado a atuar através de denuncia sobre situação que já perdura à muitos anos.

Ocorre que houve omissão sobre este assunto há muito tempo. Mas a denuncia ao Ministério Público somente ocorreu agora, quando a atual administração já tinha tomado às medidas acionadas pelo Órgão Ministerial.

Isso indica claramente, a estratégia de algumas pessoas ou grupos, notadamente com posições políticas divergentes do Gestor Municipal, de atribuir a uma ação Ministerial, ação já em andamento, cujo início já conta com mais de um ano e próximo da conclusão.

Com efeito, o programa de controle populacional dos animais está pendente apenas da autorização do Conselho Regional de medicina veterinária, conforme dados acima, tendo inclusive licitação finalizada para realização das castrações e instalação dos microchip.

Nenhum comentário:

Postar um comentário