26 maio 2018

Rotary Club de Mamborê lança campanha por resgate do civismo

Difundir a ideia de despertar o civismo, através do uso da bandeira nacional nos estabelecimentos comerciais, residências e propriedades rurais, foi a campanha lançada pelo Rotary Club de Mamborê, na noite de quarta-feira (23), durante uma reunião, na Fazenda Santa Helena. Durante o encontro, também foram empossados dois novos sócios do Rotary Club de Mamborê: Edi Carlos Piovesam e José Milton Ratti. A mesa diretiva foi composta pelo presidente 2017/18 do Rotary Club de Mamborê, Antonio Cezar Lopes de Medeiros; secretário, Maiko Rodrigo Carneiro; tesoureiro, Reinaldo Ludwig; venerável da Loja Maçônica Aries 82, Edalmo da Silva; e presidente da Associação Comercial e Industrial de Mamborê (Acimam), Rose Aparecida Soares. 



"Acho que é um momento ideal para que o nosso Brasil relembre e ame os seus símbolos nacionais", disse Cezar Medeiros. Ele convidou o rotariano Jurandir Ferreira, que teve a ideia da campanha, para falar sobre o projeto, que já teve a adesão da Acimam e Loja Maçônica. Outras entidades, associações e população são convidados a particiar.



Resgate do civismo A bandeira é o símbolo máximo da nação e o seu uso deve ser incentivado pela sociedade civil, com o objetivo de despertar o civismo e o respeito à pátria. 



A campanha tem como objetivo atingir todas as camadas sociais com um foco mais patriota, mostrar que a pátria são todos os brasileiros, desenvolvendo e praticando o bem, o respeito e a responsabilidade de cada um para o crescimento da nação.



Missão

Incentivar a população, empresários, jovens e adolescentes a acreditar na pátria, a fazer o correto e justo para todos, usando com carinho e respeito a bandeira nacional em suas empresas, residências, sítios, fazendas, chácaras e outros locais, para que possa ser vista e respeitada. 



"Podemos observar que as grandes nações tem a bandeira deles tremulando em todo lugar. No nosso país, o nosso símbolo está esquecido", disse Jurandir Ferreira. "Conto com cada um de vocês para estarmos propagando essa ideia", concluiu o autor do projeto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário