11 março 2018

Criada comissão da água do Bairro dos Caetanos

Moradores do Bairro dos Caetanos, próximo ao parque industrial de Mamborê participaram na última quarta feira (07) de uma reunião no Paço Municipal onde foi criada a comissão da água, que irá administrar o sistema de abastecimento de água (poço artesiano) que foi construído no bairro numa parceria entre a Sanepar e Prefeitura. Pelo menos 23 famílias serão beneficiadas.



Além dos moradores, estiveram presentes o prefeito Ricardo Radomski, presidente da câmara Jairo Arruda, representando a Sanepar o coordenador de relações com a comunidade Roboão Senegaglia, diretor de Governo Carlos Coelho e assessor de Assuntos Gerais Vicente Maieski. Quatro pessoas do bairro irão passar por um treinamento, que será realizado por um técnico da Sanepar.


Os moradores farão a compra do hidrômetro até o dia 5 de abril, que custa em torno de 100 reais cada equipamento, a orientação da Sanepar foi para que seja efetuada a compra com urgência para que os gastos de cada família seja de forma justa, conforme o consumo. Ficou definido que a inauguração será realizada logo após os relógios serem instalados.


O valor arrecadado através das tarifas será destinado à manutenção do sistema, pagamento da energia elétrica, compra do produto para tratamento da água, auxílio financeiro ao operador e fundo de reserva. Todo e qualquer reparo da instalação a partir do cavalete, será realizado pelo consumidor obedecendo às normas ditadas pela manutenção. Cada consumidor fiscalizará a si próprio, seu vizinho e comunicará a associação da água qualquer irregularidade que possa existir no sistema de abastecimento.

Cada residência deverá pagar uma tarifa estipulada e aprovada em assembleia. A tarifa será cobrada por hidrômetro, sendo que cada residência terá sua própria ligação. Não sendo possível manter ligações sem medidores de vazão (HD). O valor da tarifa inicial será de R$ 20,00  até 10m3. No caso de consumo acima o valor será escalonado progressivamente em faixa até 15 m3, R$ 3,00, para cada 1.000 litros e depois de 15 m3 R$ 5,00, para cada 1.000 litros. A tarifa mínima deverá compreender a soma total das despesas, dividida pelo número de unidades, acrescendo então o valor do fundo de reserva.


A comissão ficou formada na seguinte ordem;
Presidente: Jacir Aparecido Caetano
Tesoureiro: Nilceu Coral
Secretário: João Maria Oliveira Caetano
Operador titular: Wilson Radecki













Nenhum comentário:

Postar um comentário