27 janeiro 2018

Polícia prendeu acusados da morte de comerciante em Campo Mourão


Após um longo trabalho de investigação, a Polícia Civil de Campo Mourão prendeu na ultima sexta-feira (26), dois rapazes de 21 e 24 anos, que confessaram serem os autores da morte de Nelson Bassi, 69, na segunda-feira (22). 

O comerciante foi morto enquanto trabalhava em seu estabelecimento comercial, um mercado localizado na Avenida Jorge Walter, Vila Urupês. O caso chocou a cidade. Uma motocicleta utilizada no crime também foi apreendida. A polícia continua as buscas pela arma utilizada pela dupla. Denúncia leva polícia a casa de suspeito da morte de comerciante.

De acordo com o delegado chefe da 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão (SDP), Nagib Nassif Palma, para chegar aos criminosos a polícia traçou o trajeto que eles seguiram, colhendo imagens de câmeras de segurança de residências e estabelecimentos comerciais ao longo do caminho percorrido. Foram analisadas imagens de pelo menos 15 câmeras até a identificação dos criminosos. Nagib informou que o rapaz de 21 anos reside na área central, ele era o dono da moto e foi o piloto de fuga. 


O segundo participante, de 24 anos, acusado de ser o autor do disparo que matou a vítima, é morador do Jardim Cidade Nova e já tem passagem pela polícia por receptação. Os dois foram presos em casa, sem chance de esboçar qualquer reação. Ambos se recusaram a falar com a imprensa sobre o caso. Durante a investigação, a polícia conseguiu imagens de um dos acusados fazendo até mesmo a troca de camiseta logo após o latrocínio. Para despistar a polícia, eles pitaram também as rodas da moto que eram brancas de preto. “Apreendemos até tinta spray, que comprova este detalhe”, falou o delegado. 

De acordo com Nagib, o rapaz que atirou contra Bassi, informou à polícia que fez o disparo porque a vítima esboçou reação. De acordo com as imagens analisadas pela polícia, toda ação durou pouco mais de 1 minuto. “Pelas câmeras conseguimos analisar que eles partiram para o roubo do jardim Cidade Nova e que rapidamente voltaram”, explicou. Os dois foram qualificados pelo crime de latrocínio, cuja pena varia de 20 a 30 anos. 



O latrocínio 

O assalto aconteceu volta das 17h30, de segunda-feira (22), na Avenida Jorge Walter, Vila Urupês. Nelson Bassi, 69, trabalhava em seu mercado quando foi surpreendido por um ladrão armado. Após pegar uma quantidade em dinheiro que estava no caixa, o criminoso fez um disparo, acertando a vítima na região do abdômen e fugiu sentido jardim Cidade Nova. Bassi foi socorrido por equipes do Samu e Corpo de Bombeiros e encaminhado em estado grave à Santa Casa, não resistindo os ferimentos, entrando em óbito na manhã de terça-feira (23).


FONTE: Walter Pereira / Jornal Tribuna do Interior - FOTOS: Dione Correia / Hora Certa

Nenhum comentário:

Postar um comentário